.

e sinceramente cai.. a tua presença está a voltar nos meus dias, e eu não estou a suportar relembrar-me de ti outra vez, olho para tudo o que aconteceu, e pergunto o porquê de ter tido um final assim.. lembro-me de dizeres que nunca irias desistir de mim, lembro-me de dizeres ao ouvido que me amavas mesmo, prometes-te ficar sempre comigo, mas agora.. agora vejo isso como meras promessas falsificadas, conseguiste enganar-me, conseguiste magoar-me, conseguiste desiludir-me.. eu agora penso 'afinal nunca te conheci de verdade, afinal nunca foste verdadeiro, afinal nunca me amas-te de verdade' 
nunca me amas-te tanto como eu te amei a ti, nunca me quiseste tanto como te quis a ti, nunca foste realmente verdadeiro.. todas as lágrimas que deitei por ti, arrependo-me tanto, pois tu não as merecias.. 
todos os sorrisos que me proporcionas-te, todas as chamadas, todas os abraços, todos os beijos, todas as conversas, todos os 'amo-te'.. enfim.. eu não sei como foste capaz de te tornar total desilusão, nunca pensei que fosses capaz de me magoar tanto, nunca pensei que fosses assim.. pensava mesmo que eras verdadeiro.. mas como toda a gente, cai no amor.. estava apaixonada por ti, sim, pelos menos eu fui sempre verdadeira contigo, pelo menos sempre te amei.. 
sabes.. quando te conheci, notei logo uma diferença em ti, para com os outros, a tua forma doce de falar, as brincadeiras que nós tínhamos, as longas conversas que vinham por si, tu não sabes mas ainda é hoje, o dia que relembro tudo isso, e me cai uma lágrima sobre o rosto.. eu confiava tanto em ti.. contei-te tudo, quase toda a minha vida, confiei em ti para contudo, sabias dos meus bens, dos meus males, e mesmo assim, mesmo sabendo o quanto sofri no passado, fizeste questão de me magoar ainda mais, sem pensar nas consequências, sem pensar naquilo que eu poderia sentir.. 
lembra-te do primeiro dia que estivemos juntos, do sitio em que estávamos, a alegria com que estávamos.. sabes que ainda hoje não consigo passar por lá sem que uma lágrima caia? sabes? ainda é hoje o dia em que eu temo dizer que ainda não te esqueci, que ainda não consegui esquecer tudo aquilo que me proporcionas-te, de bem, de mal.. porque afinal, eras tu.. como me poderia esquecer de tudo o que passamos? de tudo aquilo que sentia por ti? não dá e sabes porque? porque eu fui verdadeira quando dizia que te amava, fui verdadeira quando dizia 'amo-te daquela maneira que se ama até morrer' e queres saber? parte de mim morreu.. mudaste a minha vida quando apareces-te, e.. mudaste-a quando tudo se desmoronou.. 
sabes que mais? chega.. adeus 3, adeus julho, adeus 2009, adeus.. tm 



17/01/2011  

2 comentários:

João Almeida disse...

irmã, infelizmente há pessoas assim... infelizmente há aquelas pessoas que nos "amam" e nos deixam. infelizmente, há pessoas como essas no mundo, que, se vieram "cá" para brincar com os sentimentos, deviam desaparecer. sabes que, apesar de nos termos distanciado por meses, e meses, voltamos a ter tudo de novo... posso-te dizer-te que é das melhores fases da minha vida. posso-te dizer que gosto realmente muito de ti, gosto de estar ao teu lado, gosto das tuas palavras, gosto dos nossos jogos no messenger, mas gosto acima de tudo, de ti
já te ouvi chorar, já te vi sofrer, e isso magoa-me, sabendo que eu não posso fazer nada, se não tentar animar-te... mas também já te ouvi rir, já te vi às gargalhas, e isso fascina-me, porque o teu sorriso, é perfeito, sabes disso, apesar de não o admitires.
já te conheço pela voz, já te conheço pela cara, e já sabes que estou aqui para tudo. sabes que podes-me confiar tudo e mais alguma coisa, e estou aqui para te apoiar em tudo.
obrigado pelas web's em Julho e Agosto, obrigado pelos risos que damos ao telefone, obrigado pelas palavras que me põe-me um sorriso, mesmo que seja impossível para outros, obrigado mesmo.

p.s.: amo-te irmã «3

claudiafundo_11 disse...

«sabes tiago, na vida acontecem coisas que não têm explicação, e nós aprendemos sempre e sozinhos, a compreende-las. E eu sei que mais tarde ou mais cedo as coisas vão recompor-se e tu vais ter finalmente o destino que mereces. Não vou estar para aqui a dizer que é fácil, porque até tu mesmo sabes que não é. Porque coisa que todos nós aprendemos no nosso dia-a-dia é que nada na vida é fácil, nem mesmo as contas de somar 2+2, que à vista de uns pode ser a coisa mais fácil do mundo, mas à vista de outros, não. Por isso não vou estar a dizer que vais ultrapassar tudo isto numa boa, porque já deves estar mais do que farto de ouvir isso. Devia acontecer isso, sim é verdade, mas é raro termos essa esperança, é realmente raro pensarmos que as coisas passam num abrir e fechar de olhos. E sabes, tu tens mais é que continuar a viver a tua vida, e quando te apetecer chorar? Chora. E quando achares que és a pessoa mais inútil do mundo, não te esqueças que isso já aconteceu e acontece a milhões de pessoas neste miserável mundo. Por isso, nunca te sintas sozinho.
Eu acho que consigo compreender-te, e sei que existe sempre quem nos desilude, alguém a quem nós estamos habituados e que quando mais precisamos deles, eles viram-nos as costas, sem mais nem menos. Eles vão embora sem deixar recado no nosso coração, e quando sentem a nossa falta {ou parte dela} resolvem voltar como se nada fosse. E nós, muito sinceramente, estamos sempre aqui de braços abertos para os receber, mesmo que antes disso acontecer digámos que nunca mais iriamos voltar para eles. Mas queres um conselho? Aconteca o que acontecer nunca percas a tua dignidade, nunca te deixes rebaixar perante ninguém. E sabes, tiago? Nós não podemos ficar sempre presos a alguém, nem podemos deixar que ninguém fique preso a nós, por isso o melhor é tentarmo-nos mentalizar que quem comanda este jogo às vezes não somos nós, mas sim o nosso coração.»
uma vez disse isto ao tiago, utilizo-as para ti também.
não sei da vossa história toda, mas, conheço o tiago; sei o quão dificil ele é, sei como tem um feitio dificil e o quão orgulhoso é. sei mesmo.
espero que fiques bem, ninguém merece estar assim seja por quem for.