e a ti?



São tantas as pessoas que procuram, ter uma amizade verdadeira, e tantas as pessoas que não as encontram, pois neste mundo, sinceramente, são raras, e muitos excepcionais. São tão excepcionais e raras como tu, meu irmão, meu João Almeida, tu que és a minha maior força, tu que ao longo dos tempos tens sido a cada dia que passa mais importante, e este mês? Julho? Lembras-te? É o nosso mês, meu João, Julho de 2010, o mês em que nos conhecemos! E durante todos estes tempos, já passamos, posso dizer, por muito. Mas como já disse, amizades grandes, não acabam por pequenos motivos. E a nossa amizade, sim, a nossa amizade, é a prova disso. Apeteceu-me agora, dedicar mais um do meu tempo para ti, assim como tenho feito neste últimos tempo, tu sabes, apenas tu sabes, das nossas gargalhadas, dos nossos desabafos, das nossas infinitas chamadas, mas este meu tempo dedicado a ti, vai ser diferente, não vai ser com a fala, mas vai ser sim, com a escrita, e sabes.. Eu já não escrevo há tanto tempo, e até acho que já perdi o jeito para a coisa, mas por ti? Por ti que eu era capaz de qualquer coisa, vou, vou escrever para ti, sim, para ti, porque tu mais que ninguém, mereces. 
És o meu irmão, atrevo-me até a escrever, irmão verdadeiro, não me interessa o sangue, não me interessa mesmo nada disso. E digo-o com o maior dos orgulhos, sim orgulho, porque tu, para além de irmão, és o meu maior orgulho, e não duvides, não duvides nunca, és capaz de fazer isso, por mim? Eu sei que sim. 
E sabes, quando tu dizes 'desculpa se não sou o irmão que querias', lembras-te de quando me disseste isto? Pois bem, eu lembro, e bem, e lembro-me também do que pensei ao ler isso.. Eu dei-te razão, mas vi o que disseste, pelo lado positivo, pois eu, nunca exigi uma pessoa assim tão perfeita, sim perfeita, mesmo com os teus defeitos, que os tens, toda a gente tem, mas assim como tens os teus defeitos, tens também as tuas qualidades, qualidades essas que se agravam muito mais, perante os teus defeitos. 
Eu amo-te, amo-te mesmo muito, amo-te como irmão, tu sabes disso.  Eu quero, quero-te agradecer por tudo o que me fizeste até hoje, pelos abre olhos, pelos sorrisos que me proporcionaste, pelas próprias lágrimas que me escorreram pela cara, de felicidade, por estares sempre do meu lado, por te preocupares comigo, por depositares a confiança que depositas em mim, por me deixares estar na tua vida, por tudo isto e muito mais, obrigada. E a ti? Lembra-te, eu vou-te amar sempre. 

28 comentários:

Andy disse...

Acho que há alguém babado (a)
Está lindo amor, amo-te @

João Almeida disse...

bem... bem, bem.

é com uma lágrima ao olho, que deixo este comentário. uma lágrima, não de tristeza, mas sim de alegria, de felicidade, de orgulho.
sabes bem, e todos sabem (quem não sabe, devia saber), que tu és das melhores pessoas que me apareceram na vida, sabes que tens-te tornado, mais que uma irmã, uma verdadeira irmã... tens me proporcionado momentos nunca antes passados, alegrias nunca antes vividas, e sentimentos nunca antes sentidos. hoje, admito, que sei definir uma 'verdadeira amiga', uma 'irmã'.. consigo definir com todas as letras e mais algumas.

quando a lágrima que devia estar no sítio dela, no olho, já desce pela face, devemos limpá-la, certo? mas não o faço. quero que ela fique marcada, sabes porquê? é sinal que, desta lágrima, surgiu um momento de felicidade, um momento de alegria.
não sei que te dizer mais, aliás, as próprias palavras, são poucas para te descreverem...
deixa-me apenas ficar do teu lado, todo o sempre. promete-me que entre nós, o 'fim' não existe no nosso dicionário, muito menos o verbo 'acabar'.

deixa-me viver contigo, porque é contigo, que posso dizer que sou feliz!
julho de 2010, pois bem me recordo. foi lindo, foi perfeito, desde o início... desde a minha pergunta infantil 'queres ser minha irmã?', até ao presente, que não te pergunto isso, porque eu sinto-o que já o és.. entranhaste-te no meu coração, deixaste a tua marca. são poucas as pessoas que a deixam, que se entranham.
amo-te, amo-te, e... amo-te!
obrigado por tudo, cada lágrima é uma recordação, recordações, neste momento, não me faltam na cara.
marta sofia santos alves, foste, és e sempre serás eterna.

amo-te como ninguém.

Daniela disse...

Que lindo :) É tão bom ter amizades assim (:

João Almeida disse...

P.S.: Andy, sim, há alguém babado. Sempre me babei por ter a Amizade dela, acredita.

Daniela disse...

Vou-te adicionar no face :)

Raquel Pereira disse...

Adorei *

Daniela disse...

Já vi querida :)
és linda (:

Raquel Pereira disse...

De nada :)

diana disse...

muito obrigada *-* adorei !

angélica disse...

é ? obrigado :)

diana disse...

eu amo o visual do teu blog *-*

diana disse...

por acaso já tinha reparado ahaha :b muito fofos mesmo (:

Anniee. disse...

obrigada :')

Mariana ;) disse...

o teu blog esta mesmo giro. ja estou a seguir, podes seguir o meu tb?
parabens ;)

diana disse...

são pois *-* obrigada.

Palco do tempo disse...

bonito :)

LA disse...

A famosa autora do lindo texto que ontem li :) Olha tenho-te a dizer que amigos como ele não se encontram todos os dias, mas amigas como tu também não porque nem toda a gente está disposta a descrever estas lindas palavras como fizes.te ;)

Parabéns pelo texto e por essa linda amizade :)

Beijinho grande

p.s. também te estou a seguir :D

cláudiasofia. disse...

ainda bem :)

Mariana ;) disse...

obrigada eu ;)
escreves muito bem, e o blog em si esta mesmo muito giro, adoro *.*

Mariana ;) disse...

nota-se perfeitamente que escreves com o coração queria ;)

Yours '- Fiie - disse...

Está liindo o texto *-* Sigo (: Ps : podes - me dizer o nome da música ? :3 Obrigado ^-^

Biia Santos disse...

Gostei, sigo*

Ana Grace ▲ disse...

obrigada sofia, ainda bem que gostaste :3

Margarida Cardoso. disse...

Gosto muito do teu blog, está lindo *-*

Liliana Alves * disse...

obrigada fofinha *-*

raio de sol disse...

obrigada fofinha!

Mariana ;) disse...

pois é querida ;)

Yours '- Fiie - disse...

Obrigado *-*