Pai e Avó.

A minha avó tem Alzheimer, (para quem não sabe, é uma doença que nos faz esquecer de tudo).. Ainda há pouco tempo, a doença estava pouco avançada, a minha avó ainda se lembrava de mim, do meu pai, da minha mãe, andava pelo seu próprio pé, tinha os seus dentes todos, tinha um ar animado, tinha um grande sentido de humor.. Agora, agora as coisas mudaram, ela já não anda pelo seu pé, já anda numa cadeira de rodas, agora ela quase não fala, perdeu os dentes, agora.. Agora ela já não se lembra de mim, nem do meu pai, nem da minha mãe.
E mais uma vez o meu pai merece a palavra 'Pai', com um P grande. És a pessoa que eu mais admiro neste mundo, acima de qualquer coisa. És a pessoa com quem mais me identifico. Admiro a tua força, a tua coragem, o teu sentido de humor, a tua forma de querer ultrapassar as coisas, basicamente a tua forma de ser.. Este dia, marcou-me muito, ao ver os teus olhos quando viste a tua mãe, minha avó, quando te deparaste com ela, estava ela já de cadeiras de rodas, já sem dentes, a tua mãe está a perder a vida, mas ainda se lembra de ti, e isso reflectia-se, da maneira que ela sorria para ti, quando te viu, mesmo não sabendo que eras filho dela.. E quando ela te deu a mão, e passado uns minutos me deu a mão a mim? Só me apetecia chorar, e eu reparei nos teus olhos, a fazer uma força enorme para não chorares.. Ainda me lembro, de quando ela vinha para a nossa casa, ainda me lembro da forma carinhosa como tratavas dela, tratavas dela com orgulho, notava-se à distância, e apesar dos anos que já se passaram eu ainda me lembro, ainda me lembro de ir dormir para a tua beira, para dar o meu quarto à minha avó... Enfim... Como tudo estava bem, e de repente (...)

As coisas, acontecem quando menos esperamos*

14 comentários:

João Almeida disse...

meu amor, tu já sabes que infelizmente, a vida prega-nos partidas (estúpidas), que nos abalamos a todos, a qualquer pessoa que passe por algo parecido, ou que conviva com alguém que infelizmente, tem essa doença.
as pessoas que têm mais doenças, que infelizmente, o andar pelo seu pé, já não existe, o lembrar-se da sua família, já não existe, são infelizmente, aquelas que nós mais amamos, que nós mais apoiamos incondicionalmente.
quero-te ver bem, não te quero ver triste, sabes bem, por isso, toca a animar.
sabes o teu sorriso? faz com o que o meu exista.. por isso, não o deixes ir.
estou cá sempre, sabes disso.
amo-te.

ana sofs. disse...

que lindo sof...
nem tenho palavras..

Anniee. disse...

para mim sempre foi a pior doença que poderia afectar uma pessoa. e já chorei tanto à custa desta doença :'x
- sorri porque ela ainda te dá a mão, sorri porque ainda está na cadeira de rodas e sorri porque a tua avó ainda olha para ti minha querida. vais ter de ser muito forte !
um beijinho *

cláudia. disse...

está lindo, força *

Tisha. disse...

Que lindo... Lamento :/ muita força!

r. disse...

chorei com este texto! :x
força, muita força!

Anniee. disse...

não precisas de agradecer querida :) já passei pelo mesmo (e ainda estou a passar) *

cláudia. disse...

de nada *

ana sofs. disse...

ora bem, a ti sua tonta só posso agradecer por estares comigo :)
e sim, vou estar bem.. és maravilhosa ♥

● Mysterious.Girl disse...

o texto esta completamente lindo , e acredito que ela nunca se esquecera de vocês , afinal de contas ficaram sempre no coração dela, são as pessoas da vida dela (: força fofinha :3 e desculpa a invasão $:

João Almeida disse...

já tinha gostado, quando me mostraste o vídeo para a bruna, e depois aquele teu print que me mostraste do que já tinhas feito, fui ver qual era a música que lá estava, e reparei que era a mesma :c
gostei, e pus (a)
antes de me mostrares o vídeo para a minha pessoa :p

● Mysterious.Girl disse...

não tens de agradecer fofinha :3

s. disse...

muita força querida!
adorei o blog, vou seguir *

v* disse...

estou a passar pelo mesmo que tu! a minha avó materna também, e doi tanto sentir que se esqueceu de mim. força* que sei que precisas dela.